Casos de nova gripe no Brasil já chegam a 522, anuncia Temporão

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou nesta sexta-feira (26) que o número de casos confirmados da nova gripe chegou a 522 em todo o país. Nesta sexta, foram confirmados 70 casos novos da doença. Temporão anunciou também mudanças na forma de confirmação.

Segundo ele, quando houver um caso confirmado em uma instituição – uma escola ou uma empresa, por exemplo – todas as pessoas que apresentarem sintomas da doença serão consideradas infectadas. Segundo Temporão, os EUA também seguem esse protocolo, de confirmar casos por vínculos em lugares fechados. Essa nova orientação, no entanto, não vale para residências. Nesse caso, o sistema para identificar o vírus continua o mesmo.

Os novos casos confirmados da doença nesta sexta são em São Paulo (43), Minas Gerais (6), Paraná (5), Disitrito Federal (5), Rio de Janeiro (4), Santa Catarina (3), Piauí (2), Espírito Santo (1) e Pará (1).

Segundo Temporão, todos os casos novos são de pessoas que vieram do exterior ou que tiveram contato próximo com elas. No total, São Paulo é o estado que registra a maioria dos casos, 260, e que há dois casos no Rio Grande do Sul que "inspiram cuidados." Apesar disso, o ministro voltou a afirmar que o vírus "não circula" no Brasil.

Temporão disse ainda que a decisão de fechar escolas ou estabelecimentos públicos deverá ser tomada de acordo com os protocolos das vigilâncias sanitárias regionais. Para ele, porém, o fechamento de instituições e a antecipação de férias em escolas em alguns estados podem ter sido "exageradas."

O ministro informou que somente as pessoas que tiverem agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas após o surgimento dos sintomas iniciais vão receber medicamento contra o vírus.

Até a quinta-feira, todos os casos suspeitos notificados até 48 horas após os primeiros sintomas recebiam o medicamento, chamado fosfato de oseltamivir. Segundo o ministro, a medida foi tomada para evitar que um número significativo de pessoas tomasse o remédio logo nos primeiros dias e o abandonasse quando não fosse confirmado o caso, como vinha acontecendo.

O ministro reiterou que a situação é de "tranquilidade". Apesar disso, a recomendação para que pessoas com situações mais delicadas, como crianças abaixo de dois anos ou pessoas com doenças imunodepressivas, evitem viagens a países com transmissão sustentada continua valendo, disse.

Temporão disse que espera um aumento do número de casos, por causa do período do inverno no hemisfério Sul e do período de férias. "A nossa expectativa é que, sim, teremos um aumento no número de casos nos próximos dias, nas próximas semanas", afirmou.

Casos pelo mundo

Pelo mundo, o número de casos da doença não para de crescer. A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou em seu boletim desta sexta-feira (26) um aumento de 3.947 casos da gripe em relação ao último registro, de quarta-feira.

Segundo a agência da ONU, há hoje no mundo 59.814 infectados pelo vírus influenza A (H1N1) e 263 pessoas mortas em decorrência da doença, sem contar o caso brasileiro. O maior aumento de casos ocorreu no Chile, que registrou mais 871 casos em apenas dois dias.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade