Queda nos casos da Nova Gripe provoca redução na venda de álcool em gel

A venda de álcool em gel nas farmácias diminuiu. Se antes o produto era disputado por consumidores que queriam se prevenir do vírus da Influenza A (H1N1), atualmente, o álcool está parado nas prateleiras. O presidente da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico, Pedro Zidoi, explica que a queda nas vendas não diminuiu o custo para o consumidor.

"O preço continua o mesmo, não houve nem diminuição, nem acréscimo, mas a procura pela população diminui muito, a queda nas vendas é geral. Os próprios produtores tinham esgotado a sua capacidade de produção, hoje, nós temos onde nos abastecer à vontade", contou Pedro Zidoi.

O presidente da Associação Brasileira lembra que a queda nas vendas de álcool em gel nas farmácias se deve principalmente à diminuição no número de casos da nova gripe. Como as pessoas estão menos preocupadas com uma possível contaminação, muitas deixaram de comprar o produto. Segundo a Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico, essa redução não vai trazer prejuízo para o setor.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade