Servidores do Detran entram em greve



Os servidores do 

Departamento Estadual de Trânsito (Detran) entrarão em greve a partir desta terça-feira. O motivo alegado pelos funcionários é a falta de reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e de concursos públicos para a área. Com a greve, serviços como retirada e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e registro de veículos estarão funcionando precariamente a partir das 8h.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta do RN (Sinai), Santino Arruda, diz que o departamento tem forte carência de profissionais. Atualmente, quadro efetivo é de 283 funcionários - a maioria trabalha na autarquia desde o final da décadade 70, quando houve o último concurso.

Ele conta que o concurso foi prometido para o ano passado e até agora não foi realizado. "O problema é que a carência de servidores vai muito além disso. Era necessário que tivessem mais 720 novas vagas. A maioria dos trabalhadores do Detran é de terceirizados e isso provoca uma instabilidade muito grande que reflete em uma má qualidade e precarização na prestação de serviços, por estarem submetidos a demissões a qualquer momento".

Santino aponta ainda a falta de promoção que vem acometendo os profissionais por falta de uma reestruturação no PCCS. "Não existe mais possibilidade de promoção para os servidores que ainda não alcançaram a aposentadoria. É um descaso e desrespeito muito grande para com a categoria, pois esses requisitos já foram negociados mas ainda não se concretizaram por desorganização do governo".

Promoções

De acordo com o presidente da Associação dos Servidores do Detran (Astran), João Batista dos Santos, a maioria dos servidores já chegaram no patamar mais alto e restam apenas 16 a serem promovidos. "Nossos salários ficam congelados e acabamos sem perspectiva de acessão que deveria acontecer de 2 em 2 anos. O Plano existe desde 2001, só que as letras variam de A à G. Queremos uma reformulação para inserir da letra H até a O", adianta.Batista que já trabalha no Detran a 30 anos, afirma que a reestruturação do PCCS foi firmado desde março deste ano, mas que os servidores ainda aguardam a chegada da folha simulada para que ele possa ser posto em prática.

Para ele, a demanda de serviço é muito grande para a quantidade de servidores que compõe o quadro efetivo do órgão e o concurso público seria de extrema importância para amenizar a situação. O presidente da Astran informou que tem uma reunião marcada com a administração na terça-feira, às 17h, e que a categoria promoverá um ato público em frente à sede do Detran para marcar o início da greve por tempo indeterminado.

Fonte: Diário de Natal
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade