Presidente do TRE-SP diz que Tiririca leu e escreveu e será diplomado



O presidente do TRE-SP, Walter de Almei Guilherme, afirmou nesta quinta-feira, 11, que o deputado federal eleito, Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca (PR) - o mais votado por São Paulo, com um total de 1,353 milhão de votos, será diplomado independente da decisão do processo para comprovar se ele é ou não é alfabetizado. Guilherme afirmou ainda que o palhaço conseguiu ler e escrever o que foi pedido no teste.

A audiência para essa avaliação ocorre nesta quinta no TRE-SP com a presença do deputado, seu advogado Ricardo Porto, o juiz Aloísio Silveira e o promotor Maurício Lopes, que abriu o processo contra Tiririca pela suspeição de que a declaração em que afirmou ser alfabetizado para concorrer ao cargo de deputado tenha sido preenchida por outra pessoa.

Tiririca chegou ao TRE por volta das 9h20 e deixou o tribunal por volta das 12h40, sem falar com os repórteres que fazem plantão no local. Após uma pausa para almoço, audiência foi retomada às 14 horas. Não foi divulgada nenhuma informação a respeito do teste que o deputado pode ser submetido para a coleta de material gráfico que confronte a sua caligrafia com o texto do documento entregue à Justiça Eleitoral.

Num contraponto à acusação do promotor eleitoral Maurício Lopes de que Tiririca fraudou a declaração em que afirma ser alfabetizado para concorrer ao cargo, a defesa afirma que o deputado federal é alfabetizado, porém, admitiu que ele teve a ajuda da mulher para redigir o documento por ser portador de síndrome que o impede de unir o indicador e polegar. Filiado ao PR, Tiririca foi eleito neste pleito pela coligação Juntos por São Paulo (PR/PT/PRB/PC do B/PT do B).
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade