Pagamento do 13º deve injetar cerca de 1,3 bilhão de reais na economia potiguar até dezembro

O pagamento do décimo terceiro salário deve injetar cerca de R$ 1,3 bilhão na economia do Rio Grande do Norte até o mês de dezembro. Este montante representa aproximadamente 3,8% do produto interno bruto (PIB) estadual e considera os trabalhadores do mercado formal, inclusive os empregados domésticos e beneficiários da Previdência Social, aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados.
Cerca de 78 milhões de brasileiros serão beneficiados, segundo estimativa do DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

Segundo os dados do Dieese, o contingente de pessoas no estado que receberá o décimo terceiro foi estimado em 1.098 mil, o que corresponde a 1,4% do total que terá acesso ao beneficio no Brasil. Em relação à região Nordeste, esse percentual é de 6,7%.

No Rio Grande do Norte, os dados mostram que o número de pessoas que receberá o 13º salário em 2011 é de 4,13% superior ao observado em 2010. Estima-se que mais de 43 mil pessoas passarão a receber o benefício, por terem requerido aposentadoria ou pensão ou se incorporado ao mercado de trabalho ou ainda formalizado o vínculo empregatício.

Para efeito de comparação com 2010, quando o Dieese estimou que, aproximadamente, R$ 1,1 bilhão entraria na economia em consequência do pagamento do décimo terceiro, o valor apurado neste ano indica crescimento da ordem de 17,2%.

Fonte: Dieese-RN
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade