Polícia prende suspeito de assalto

A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prendeu no início da tarde de ontem (13) um dos suspeitos de participar do assalto a um carro-forte no Nordestão da avenida Maria Lacerda Montenegro, em Parnamirim. O suspeito Djack Djohnson Moura dos Santos, de 22 anos, foi preso na zona rural do município de São José de Mipibu nas proximidades da localidade da Bica. Com ele, a Polícia Civil encontrou R$ 37.240,00 , quantia que seria resultado da partilha do dinheiro roubadona segunda-feira, segundo explicação das autoridades policiais.
Polícia encontrou R$ 37.240 no local onde Djack Djohnson foi preso
O delegado da Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), Emerson Valente, acredita que até oito homens podem ter feito parte da ação criminoso no supermercado. Também conhecido como Manchinha, Djack Djohnson tinha  um mandado de prisão expedido em virtude de uma acusação por dois homicídios. Além disso, ele tinha ficha criminal também por porte ilegal de arma, roubo e tráfico de drogas na 1º Delegacia de Parnamirim. “Ele já é conhecido nosso', disse Júlio César de Lima, delegado titular.

Além do dinheiro, a polícia civil encontrou com ele duas munições de arma .40. “A pistola, ele desovou na área de mata e não conseguimos localizá-la, mas os policiais relataram que ele efetuou tiro contra os policiais”. Ainda segundo a Polícia Civil, Djack tentou pegar a arma de um policial, mas não conseguiu. Nessa reação, conforme a Polícia, ele foi ferido e encaminhado para atendimento médico.

Segundo o titular da Deicor, três veículos e cinco armas foram usadas na ação criminosa na segunda-feira. Os vigilantes feridos também tiveram dois revólveres roubados. Depois de periciado o local e com ajuda de imagens, o delegado da Deicor acredita que os bandidos utilizaram pelo menos três tipos de armas no assalto.“Com certeza, pistola .40 e 380. Dessas a gente encontrou munição no local. Pode ter também submetralhadora, mas a gente não tem como confirmar ainda”. A Deicor também já apreendeu uma picape Hilux e um Corolla. A operação para prisão do suspeito envolveu cerca de 25 policiais e o helicóptero Potiguar 01.

O assalto aconteceu por volta das 20h de ontem (12), no momento em que o recolhimento do dinheiro estava sendo realizado e transferido para o carro-forte. Os homens chegaram atirando e atingiram os três seguranças que se encontravam no local, fugindo logo em seguida com um dos malotes de dinheiro, contendo uma quantia não revelada pela empresa dona da transportadora.

Os dois seguranças atingidos no tiroteio foram socorridos pelo Samu e levados para o Hospital Walfredo Gurgel. Segundo a assessoria de comunicação do hospital, os vigilantes foram encaminhados para centro cirúrgico do hospital e depois transferidos para o Centro de Recuperação Pós-operatório (CRO). Um deles assinou um termo de responsabilidade e foi liberado, enquanto o outro permanece em observação na unidade. O estado de saúde das vítimas é estável e eles não correm risco de morte.

De acordo com testemunhas presentes no local, mais de vinte tiros foram executados pelos assaltantes, gerando pânico e tumulto dentre as várias pessoas que faziam compras no local na hora do crime.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade