Confira como votou cada deputado do RN na denúncia contra Temer

A Câmara votou nesta quarta-feira (2), a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção passiva. A ordem de deputados a declararem seus votos no microfone do plenário foi semelhante à da sessão do dia 17 de abril de 2016, dia em que a Casa autorizou a abertura do processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Os parlamentares foram chamados em ordem alfabética, por Estado, alternadamente do Norte para o Sul e vice-versa. A maioria dos 542 deputados votou “SIM” ao arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

A bancada do Rio Grande do Norte registrou 5 votos favoráveis ao presidente Temer 3 a favor do prosseguimento da denúncia. O primeiro a se manifestar foi Antônio Jácome (PODE), que votou contra o arquivamento da denúncia. “Contra o balcão de negócios, podemos sonhar e lutar por um Brasil sem corrupção. Sim à investigação e não ao relatório”, disse.

O segundo a declarar o voto foi Beto Rosado (PP), que se limitou a dizer que acompanhava o voto do relator da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), assim como os colegas Fábio Faria (PSD), Felipe Maia (DEM) e Walter Alves.

Rogério Marinho (PSDB) foi o único do grupo que votou pela rejeição da denúncia que aproveitou a ocasião para criticar as gestões do governo do PT. “O Brasil começa a mudar e ninguém está acima da Lei. Tanto é verdade que a quadrilha que assaltou o país durante 13 anos tem uma ex-presidente afastada, tem um presidente condenado a 9 anos de prisão, tem três ex-tesoureiros presos. Tem um ex-presidente preso e agora seu presidente, com certeza, a favor das reformas e pelo não arquivamento da denúncia que será apreciada após o término do mandato, eu voto sim”.

Completando os três votos a favor da denúncia, Rafael Motta (PSB) e Zenaide Maia (PR) também aproveitaram o breve momento de manifesto para atacar o presidente Temer.

“Senhor presidente, eu defendo a Justiça nas suas instâncias Federal, Estadual e Municipal. Aos culpados a sua devida punição e aos inocentes que tenha o reconhecimento da sua honestidade. Senhor presidente aqueles que têm medo de investigação tem medo da verdade. Por isso eu voto não a esse relatório”, declarou Rafael Motta.

“Por saber que eu realmente vi aquela mala de dinheiro andando nas ruas da cidade. Contra a impunidade, Zenaide vota não”, afirmou a única mulher da bancada, fechando os votos do Rio Grande do Norte.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade