Nova Cruz registra saldo negativo no emprego em setembro, aponta Caged

Resultado de imagem para carteira assinada
Foto/Reprodução
A cidade de Nova Cruz fechou o mês de setembro com saldo negativo no número de empregos formais. 
Os dados foram divulgados na tarde desta quinta-feira, 19, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
O Rio Grande do Norte fechou o mês de setembro com alta de apenas 18 empregos formais. Foram 9.199 admissões contra 9.181 demissões. No ano, o saldo é de 2.667 empregos. São 94.436 contratações e 91.769 demissões.
No estado apenas Mossoró, Currais Novos (-20), João Câmara (-9), Nova Cruz (-356) e Santa Cruz (-2) fecharam o mês com mais demissões do que admissões.
jjkko
Brasil
O Brasil fechou o mês de setembro com nova alta no saldo de empregos formais – a sexta consecutiva e a sétima no ano. O crescimento foi de 34.392 postos de trabalho.
O resultado de setembro foi proporcionado pela diferença entre 1.148.307 admissões e 1.113.915 desligamentos. No acumulado do ano, o saldo positivo chega a 208.874 empregos, com aumento de 0,5% em relação ao estoque de dezembro de 2016.
O saldo de setembro foi impulsionado pela alta em três regiões, com destaque para a Região Nordeste, que fechou o mês com abertura de +29.644 postos. As regiões Sul (+10.534 postos) e Norte (+5.349 postos) também tiveram números positivos. Já nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste houve redução, respectivamente, de -8.987 postos e -2.148 empregos.
O Caged foi positivo em 18 das 27 Unidades da Federação. O melhor resultado do mês foi de Pernambuco, que abriu 13.992 novos empregos.
Também se destacaram os estados de Santa Catarina (+8.011 empregos), Alagoas (+7.411), Pará (+3.283), Paraná (+2.801), Bahia (+2.297), e Ceará (+2.161).
Por outro lado, o Rio de Janeiro (-4.769 empregos), Minas Gerais (-4.291) e Goiás (-3.493) tiveram as maiores reduções no estoque de empregos em setembro.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade