Com ameaça de paralisações, Governo quer 'antecipar' pagamentos de policiais

Tropa de Choque da Polícia Militar do RN no Desfile da Independência em Natal

O Governo do Rio Grande do Norte vai priorizar o pagamento dos servidores que atuam na área de Segurança Pública e antecipar em três dias o complemento da folha referente ao mês de setembro, que só ocorreria na sexta-feira (10). O Governo confirmou que o pagamento ocorrerá durante esta terça-feira (7).

No início de novembro, o governador Robinson Faria publicou em suas redes sociais que priorizaria o pagamento dos servidores da segurança. Segundo o governador, houve a determinação à equipe econômica para que a área fosse priorizada nos pagamentos de salários.

"Venho comunicar que, atendendo ao clamor da população pela atuação firme da segurança pública, e diante da grave crise econômica que enfrentamos e que nos obriga a fazer escolhas muito difíceis, determinei à equipe econômica do nosso governo que priorize o pagamento dos salários das polícias e órgãos de segurança. Estou todos os dias empenhado em resolver a meta número 1 do nosso governo que é colocar em dia o pagamento dos servidores", disse Robinson.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Na segunda-feira (6), diversos membros da Segurança Pública, incluindo a Polícia Militar, informaram que vão cruzar os braços a partir da próxima segunda-feira (13). A reação de Robinson foi dizer que não aceitaria insubordinação da Polícia Militar, que ameaça ficar dentro dos quartéis e não ir às ruas, e que ele foi o governador "que mais tem apoiado os PMs em suas reivindicações". Segundo o governador, o Estado não admite a paralisação e tomará "todas as medidas, inclusive as mais drásticas se preciso for, para garantir o trabalho de segurança para a população".

Ainda na segunda, a secretária de Segurança Pública e Defesa Social, Sheila Freitas, disse em grupo de WhatsApp que o restante do pagamento da folha de setembro seria efetuado nesta terça-feira, informação confirmada pelo Governo. Até o momento, foram pagos integralmente os salários de quem recebe até R$ 4 mil, e uma parcela também de R$ 4 mil para quem recebe mais do que isso. A expectativa é que o restante do valor seja pago hoje para os membros da área de segurança.

O Governo do Estado ainda não informou como será o pagamento referente ao mês de outubro e a Sesed disse que não vai se pronunciar sobre a paralisação programada e o pagamento dos servidores.

Também procurado, o comandante da Polícia Militar do RN, Osmar Maciel disse, por meio da assessoria de imprensa, que não iria se pronunciar sobre o assunto.
Compartilhar no Google +

About NCF

Autor

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade